Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

11/08/2014

O funcionário público municipal lotado na Defesa Civil de Ermelino Matarazzo, Mario Aparecido dos Santos, 63 anos, foi baleado no pescoço após discutir com uma policial militar, na tarde deste domingo, durante uma abordagem da PM na Cidade A. E. Carvalho. A filha dele estava sem capacete na garupa de uma moto que não obedeceu à ordem de parada de policiais militares. A família alega que ele tentava defender a filha da PM quando foi baleado. O seu estado de saúde é considerado grave. A policial militar foi autuada em flagrante delito e encaminhada ao Presídio Militar Romão Gomes. As testemunhas e envolvidos no caso foram ouvidos no 24º Distrito Policial da Ponte Rasa.

Segundo a PM, por volta das 17h30m, os policiais militares viram um casal sem capacetes, em uma motocicleta Honda/Twister, que não obedeceu ao sinal para parar e fugiu. O condutor da motocicleta disse que fugiu porque não tinha documentos.Willian Costa de Araujo Ferreira, de acordo com a PM, tem passagem por roubo e cumpre pena no regime aberto, Ele só parou a moto quando chegou na casa de Carina, garupa da moto. “Durante a abordagem, alguns moradores começaram a hostilizar os policiais militares, com chutes e jogando pedras, copos de vidros e outros objetos”, diz a PM em nota.

As imagens feitas pelo vizinho com a câmera de um telefone celular mostram a moto tombada e o motociclista no chão, sendo imobilizado pelos policiais. As pessoas se exaltam. Uma mulher chega a chutar um dos policiais. O braço de um homem de camisa escura, que é Mário, pai da moça que estava na garupa da moto, está perto da policial. Houve bate-boca. A policial militar dá dois tiros para o alto. Depois a policial, abaixa a arma e o terceiro disparo acerta o idoso no pescoço.

A PM justifica que “tentando conter os moradores que impediam a abordagem, a policial efetuou dois tiros para o alto e ocorreu um terceiro disparo da arma acertando o pai de Carina, que tentava retirar a filha do local”. O funcionário público foi socorrido por vizinhos ao Hospital Municipal de Ermelino Matarazzo e, mais tarde, foi transferido para o Hospital Santa Marcelina.  Pela manhã, ele foi submetido a exames para avaliar se o cérebro foi atingido. Mario Aparecido dos Santos, diz a família, estava trabalhando e foi em casa almoçar para aproveitar o Dia dos Pais.

“As circunstâncias desse terceiro disparo, no qual a policial alega ter tido seu braço puxado, estão sendo verificadas pela Polícia Militar e serão analisadas e julgadas pela Justiça. A policial militar foi autuada em flagrante”, fala a PM.

Assista o vídeo:

Fonte: Globo, Band e Record;imagem: reprodução

Comentários

VEJA TAMBÉM