18/01/216

teste rápido dengueNo primeiro dia oficial de aplicação do teste rápido de dengue nos ambulatórios municipais, ao menos sete AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) na zona leste não tinham recebido o material até a tarde de ontem. entre elas a AMA da Ponte Rasa, segundo o Jornal Agora SP.

A região é a mais afetada pela doença na capital, segundo mapa divulgado pela prefeitura semana passada.

Resposta

A Secretaria Municipal da Saúde afirmou por meio de nota que as unidades citadas receberam os testes rápidos para detecção da dengue entre os dias 11 e 15 de janeiro, apesar do que foi constatado pela reportagem.

Duas unidades não receberam os kits, de acordo com a secretaria: as AMAs Humberto Cerruti (Cangaíba) e Jardim Popular (Ponte Rasa).

A entrega seria feita hoje.

A pasta não disse o motivo de algumas AMAs terem deixado de receber os kits no primeiro dia oficial de aplicação nem se o atraso implica em prejuízo à população.

A secretaria disse que o objetivo do teste rápido é agilizar e direcionar as ações de bloqueio de transmissão da dengue.

Saiba mais

Os dispositivos do teste são parecidos com os que detectam a gravidez, mas, no lugar da urina, é usado sangue do paciente.

Os testes rápidos para dengue estarão disponíveis em todas as unidades de saúde da cidade somente até o início do mês de março, pois o objetivo é identificar onde estão surgindo o foco da doença e iniciar ações de controle.

Nos pacientes com suspeita de dengue, os prontos-socorros e AMAs farão a coleta de sangue para realização do hemograma dengue, que é um exame que identifica o número de plaquetas e se o quadro clínico está se agravando. Antes o tempo médio para o resultado desse exame era de 6 horas, e agora passará para 3 horas.

Com esses testes, será possível detectar os quatro tipos da dengue, agilizar o tratamento e as ações de campo para combater o mosquito transmissor.

Desde o começo do mês está valendo a resolução da Agência Nacional de Saúde (ANS) que obriga os convênios médicos a cobrir os testes rápidos para dengue e para a febre chikungunya.

Comentários

VEJA TAMBÉM