Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

27/07/2010

Um terreno de 175 mil metros quadrados servirá de área para a construção do novo campus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na avenida Jacu-Pêssego, o que a tornará  na primeira unidade da instituição na zona leste da capital. O terreno, antes pertencentes às indústrias Gazarra, foi desapropriado por decreto assinado pelo prefeito Gilberto Kassab e será cedido à instituição de ensino.

O empreendimento vem ao encontro de outras ações com atenção voltada para esta região, que é a mais populosa de São Paulo. A futura Unifesp Zona Leste se junta ao Pólo Institucional Zona Leste, projeto que enumera diferentes equipamentos públicos com foco na capacitação técnica da população local.

Consolidado em 2008, o projeto do Pólo, desde então, passou por diversas revisões e aperfeiçoamentos. Contudo, de acordo com a prefeitura, atualmente está com seu desenho final praticamente definido.

Há cerca de dois meses, foi lançada, também, a Operação Urbana Rio Verde-Jacu, com a proposta de potencializar a avenida, tornando-a num elo entre a zona leste com Guarulhos e ABC. Com o intuito de incrementar o novo corredor e seus arredores, a ideia prevê uma política de incentivos fiscais àquelas empresas que eventualmente vierem a se instalar na região.

De acordo com a administração pública da cidade, alinhados, estes projetos, caso sejam de fato concretizados, devem melhorar a qualidade de vida da população residente na zona leste. Um dos objetivos propostos com as intervenções é diminuir o chamado “movimento pendular”, que consiste no intenso fluxo diário “casa-trabalho-casa” ou “casa-estudo-casa”, dada a falta de empreendimentos na região e a condição deficiente de transporte público.

Veja os espaços públicos previstos para serem instalados na zona leste de São Paulo:

– Fórum Judiciário – Ampliação da capacidade de atendimento da região;

– Nova rodoviária – A construção da rodoviária acabaria com o que os técnicos chamam de percurso negativo – o morador da zona leste tem de “voltar” até os terminais Tietê ou Barra Funda para embarcar rumo ao litoral norte, Nordeste ou Rio.

– Fatec /Etec – A Faculdade de Tecnologia e a Escola Técnica do Centro Paula Souza serão responsáveis pela capacitação e formação profissional;

– Senai – A unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial formará mão-de-obra especializada para a indústria;

– Unifesp – Campus da universidade ainda formula grade curricular;

– Incubadora e Laboratórios – Núcleo do futuro parque tecnológico da zona leste, com espaços voltados ao desenvolvimento de pesquisas para a área de Tecnologia de Informação (TI).

– Centro de Convenções e Eventos – Ampliados do projeto inicial, irão abrigar feiras, exposições e eventos;

– Edifício Comercial – Pensado também para trazer sustentabilidade ao projeto, com geração de emprego e renda;

– Polícia Militar e Bombeiros – Foi diagnosticada a necessidade de serviços de segurança e emergência na região. As unidades vêm para suprir essa demanda;

– Obra Social Dom Bosco – A entidade filantrópica terá uma sede no Pólo, oferecendo mais cursos de capacitação e formação profissional;

– Parque Linear Rio Verde – Área verde interligada com o Parque do Carmo, dotada de equipamentos para o lazer.


Comentários

VEJA TAMBÉM