15/09/2013

Denúncia encaminhada à Subprefeitura de Ermelino Matarazzo indica invasão de várias áreas públicas na rua Japichaua, 600 e na altura do numero 50 (proximidade da Ponte Cumbica, limite do distrito).

Segundo um munícipe que não quis se identificar temendo represálias, até uma obra parada da Prefeitura, a EMEI COHAB Jacuí (pertencente à Subprefeitura de São Miguel Paulista), foi invadida e um terreno próximo da entrada da LIS CIMENTOS foi demarcada para a construção dos barracos. Este mesmo munícipe disse:

“Já foi avisado a PM não impediram nada.Já foi avisado a subprefeitura de Ermelino Matarazzo que informou ser com a defesa civil. Já foi avisado a defesa civil (Ermelino Matarazzo) e o Sr Eduardo informou que todos os terrenos são da CDHU e que eles nada podem fazer (…) Já foi comunicado a GCM e ninguém tomou providência.Já foi tentado contato inumeras vezes na ouvidoria da CDHU e ninguém atende… Acho que eles estão muito ocupados ou então deveriam utilizar a ouvidoria para outros afazeres..Resumindo: O descaso é tão grande que além dos barracos de madeira, já estão edificando contruções de alvenaria.”

Ordem interna da Prefeitura estabelece que Obras e edificações erguidas em área invadida serão demolidas em qualquer estágio de construção, se não habitadas. Edificações habitadas, mas não consolidadas, também serão demolidas, assim como acréscimos irregulares construídos em edificação habitada em ocupação consolidada. Serão demolidas, ainda, obras ou edificações novas, habitadas ou não, em ocupações caracterizadas como consolidadas anteriormente. Os agentes também deverão manter fiscalização no local para evitar novas ocupações indevidas.

 

Comentários

VEJA TAMBÉM