23/10/2014

A dupla “Alemão” e Renan Henrique Freitas de Morais, de 20 anos sairam de Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo, para agir em Mogi.Renan foi baleado ao enfrentar em tiroteio o policial militar Rodrigo Gentil de Lima, de 29 anos,  em frente a uma escola estadual, no Bairro do Botujuru.

Por volta das 10 horas, eles haviam invadido a casa de um sargento da PM. Renderam a esposa dele, Ana Lígia dos Santos, de 47 anos, e roubaram cerca R$ 300,00, celular e uma câmara fotográfica. Ela contou ao delegado titular Alexandre Batalha, do 3º Distrito Policial, em César de Souza, que chegou a empurrar um dos bandidos. Um deles escondia o rosto no capuz de uma blusa de moleton. A dupla ficou na residência durante 7 minutos e depois pulou o muro, sendo vista pelo soldado PM Gentil. Ele estava de folga, na frente da escola, em seu   Chevrolet Agile. À autoridade e aos escrivães Alexandre Fernandes e Roberto Militão, do 3º DP, Gentil disse ter visto os criminosos pulando o muro e vindo em sua direção, gritando “perdeu”, referindo-se ao carro que pretendiam roubar.

Os assaltantes atiraram duas vezes na direção do policial, porém os projéteis falharam. Ele revidou, efetuando 4 disparos com a pistola ponto 40, da Polícia Militar, baleando o bandido identificado como Renan. O cúmplice também teria ficado ferido, mas, ainda assim, escapou mesmo com a presença de helicóptero Águia e levou a arma que usou nos crimes.

O sargento PM Santos não estava em casa na hora do assalto. O investigador chefe Maurimar e os seus policiais tentam encontrar “Alemão”.

Fonte: Diário de Mogi/foto: divulgação

Comentários

VEJA TAMBÉM