17/11/2009

A indústria Bann Química, em Ermelino Matarazzo, está desativada, mas foi constatada a contaminação do solo em parte dos seus 80 mil metros quadrados. “É um problema sério para a região, principalmente no entorno do Jardim Queraluz. A empresa já foi autuada 34 vezes ao longo de sua história por poluir a atmosfera, o solo e o subsolo. As duas últimas multas somam R$ 60 milhões" disse na Câmara Municipal de São Paulo o vereador Paulo Frange (PTB)

 

O vereador entende que não interessa multar e sequestrar o patrimônio de uma família. O que interessa é que esse processo seja discutido com a Procuradoria do Município para que possamos num TAC (Termo de Ajuste de Conduta) transformar as multas numa compensação ambiental e dar um destino a essa área desativada e com plano de descontaminação, afirmou Frange.

Participaram da reunião os seguintes vereadores: Goulart (PMDB), Juscelino Gadelha (PSDB), Milton Ferreira (PPS), Ítalo Cardoso (PT), Alfredinho (PT), Arselino Tatto (PT) e Março Aurélio Cunha (DEM)

Comentários

VEJA TAMBÉM