19/02/2018

O policial militar Ronaldo Honário Marques morreu após uma discussão em uma quadra de futebol na Vila Rio Branco, (próximo da curva da morte) na zona leste de São Paulo, na última sexta-feira (16). 

O soldado foi gravemente ferido durante a briga, que aconteceu em uma partida de futebol. Ele chegou a ser socorrido pela USA (Unidade de Suporte Avançado) até o Hospital Santa Marcelina, mas não resistiu aos ferimentos. Ele deu entrada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com polifraturas e traumatismo craniano.

De acordo com as informações de testemunhas, o jogo acabou em uma briga generalizada. Na confusão, Marques conseguiu sacar a arma e, não se sabe se de forma proposital ou não, houve um disparo, que atingiu Alexandre Fernandes Lima. O soldado foi agredido por diversas pessoas. A vítima baleada foi encaminhada até o PS Independência.

A Polícia Militar foi chamada e, ao chegar no local, conseguiram deter Kaio César Nagy de Jesus e Manolito Freira Ferreira. Ambos foram indicados como agressores. As outras pessoas que participaram da ação conseguiram fugir. A arma do policial Ronaldo foi aprendida. Na quadra de futebol foram encontrados projéteis de 9mm e .40.

Fonte: R7/imagem Google Street

Comentários

VEJA TAMBÉM