17/03/2014

O início da greve geral programada pelos funcionários do CAT (Centro de Apoio ao Trabalhador) da Prefeitura, nesta segunda, não contou com adesão total dos funcionários, mas atingiu a maioria dos postos. Os cerca de 400 trabalhadores estão com dois salários atrasados e já vinham promovendo atendimento parcial desde a semana passada.

De acordo com dados da Secretária Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, somente quatro unidades tiveram funcionamento normal: Ermelino Matarazzo e São Miguel Paulista 2, na Zona Leste, e Butantã e Pinheiros, ambos na regiões Oeste da cidade.
Estiveram com as atividades parciais ontem oito locais. Na Zona Norte, Brasilândia, Perus, Pirituba, Casa Verde, Jaçanã, Santana 2 e Vila Maria, mas o posto da Lapa 1, na Zona Oeste. Já as outras 33 permaneceram totalmente fechadas em diferentes regiões: Ipiranga, Itaim Paulista, Jabaquara, Luz, Sé, Vila Mariana, Itaquera, Penha, São Miguel Paulista 1, Aricanduva, Cidade Tiradentes, Mooca, São Mateus 1, São Mateus 2, Tatuapé, Vila Prudente, Santana 1, Lapa 2, Lapa 3, Campo Limpo, Capela do Socorro, Cidade Ademar, Interlagos, M’Boi Mirim, Parelheiros, Santo Amaro e os sete CATs Móveis).
Os funcionários sem salários são terceirizados, contratados pela Avape (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência), que já admitiu o atraso, mas põe a culpa na falta de repasses da Prefeitura. A gestão, por sua vez, diz que o repasse não foi feito por falta de guias de recolhimento.
Informação/ Diversas pessoas reclamaram da falta de informação sobre a greve depois de comparecerem aos postos do CAT buscando atendimento. É o caso de Sandro Ferreira, de 38 anos, que esteve no CAT Luz, no Centro. “Não sabia que estava fechado. Trabalhei no Carnaval, minha esposa também e não recebemos. Vim aqui pegar informações de como faço para receber os quatro dias em que atuei no Sambódromo do Anhembi.
A cabeleireira Elaine Meireles, de 43 anos, também compareceu ao local e perdeu viagem. “Vim de Itaquaquecetuba para uma audiência conciliatória para resolver pendências no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Se soubesse, não teria vindo”, disse.
Comentários

VEJA TAMBÉM