07/02/2013
 

Até ao menos o dia 20 de fevereiro, as blitze da Operação Cavalo de Aço da PM, cujo objetivo é diminuir a quantidade de crimes com motocicletas, vão ser acompanhadas de fiscais da SPTrans. O objetivo é orientar os motoboys sobre as novas exigências do Contran (Conselho nacional de Trânsito), que podem passar a ser cobradas após a próxima reunião do órgão, em 13 dias.
 
“Na segunda-feira, em uma  blitz em Ermelino Matarazzo, 57 motos foram abordadas, 21 motoristas declararam ser motofretistas e apenas um deles estava regulamentado de acordo com a lei”, afirma Jeová Tenório, analista da SPTrans.
 
Fonte: Rede Bom Dia
Comentários

VEJA TAMBÉM