Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

30/03/2014

As investigações sobre a morte de Fabio Hamilton da Cruz,  funcionário do Itaquerão que despencou de uma altura de oito metro, anteontem, ainda estão no começo. Contudo, o delegado responsável pelo caso, Rafael Pavarina, já tem uma opinião inicial sobre o que causou o acidente fatal.

Após falar com diversos operários, o delegado do 24 DP, da Ponte Rasa, acredita que o problema foi o excesso de confiança do operário de 23 anos. 

“Durante as primeiras conversas, fomos informados de que todo o equipamento estava lá. Ainda teremos a perícia e o restante das investigações, mas a negligência parece ter sido do funcionário, que preferiu não conectar o equipamento ao cabo de aço”, disse Pavarina.
A polícia iniciou a perícia na tarde de sábado, mas a falta de luz natural acabou adiando o trabalho para ontem. O resultado, no entanto, pode demorar até 30 dias para ser divulgado.
Fabio Hamilton da Cruz trabalhava com a fixação do piso da arquibancada temporária do setor sul do Itaquerão. O operário não estava preso ao cabo de aço que o seguraria em caso de queda e acabou despencando de uma altura de oito metros.
Ele deu entrada no Hospital Santa Marcelina com órgãos perfurados, traumatismo craniano e diversas fraturas. Apesar do atendimento, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Enterro/ O corpo do operário foi liberado pelo IML de Artur Alvim e seguiu para Diadema, onde serão realizados o velório e o enterro de Fabio.
Fonte: Bom Dia/imagem Terra
Comentários

VEJA TAMBÉM