31/05/2010

O Vale do Anhangabaú esteve movimentado durante a tarde deste domingo, 30 de maio. Quase 100 equipes estiveram presentes na fase final da 2ª edição da Gincana São Paulo Cidade Incrível, evento esportivo oficial da cidade, realizado pela Secretaria Municipal de Esportes com apoio da Agaxtur, Playcenter, Caloi, Museu do Futebol, Dark Dog, Nike, São Paulo Futebol Clube e Rádio Metropolitana e promoção da Adventure Clube.

A gincana começou pela manhã, nas 31 subprefeituras de São Paulo. Lá as equipes de até 5 pessoas (com pelo menos uma delas do sexo oposto, um adolescente maior de 14 anos e um maior responsável) passaram por provas simples como corrida do saco, corrida com bambolê, prova dos cadeados, campeonato de aviãozinho kamikaze, etc. As três equipes melhor classificadas chegaram empolgadas para a fase final, no período da tarde, no Vale.

Por volta das 14h30 o secretário de Esportes, Valter Rocha, ao lado dos coordenadores do evento e do idealizador do projeto, o ex-secretário Walter Feldman, deu início à Corrida Cultural pelo Centro da Cidade, a primeira das cinco provas que estariam no caminho da equipe campeã. “Parabéns a todas as equipes. Sucesso a todos e no ano que vem com certeza vamos estar aqui. Boa competição!”. Eram 93 equipes aflitas na largada, afinal, somente as primeiras 60 passariam à próxima etapa.

Em seguida, o desafio foi subir as escadarias do Edifício Martinelli, depois de percorrer 100m em cima de uma perna de pau, definindo, assim, as 40 melhores equipes da Gincana. Sem muito tempo para descanso, entrou em cena o “Disc Golf”, os participantes deveriam atirar 5 discos de plásticos, a uma distância de 5m, em um cesto. Os 20 melhores arremessadores estariam aptos para participar da próxima prova, a “’Pé’nse Grande Rumo ao Hexa. Em um sapato gigante, os cinco integrantes – quatro deles vendados – deveriam caminhar 100m e vestir uma camiseta amarela com referências à participação do Brasil na Copa e cruzar a linha de chegada.

Depois de uma disputa acirrada com bicicletas Caloi e cadeira de rodas, conhecemos as 10 melhores equipes e uma prova surpresa, revelada minutos antes de seu início, consagraria a equipe campeã e premiaria as 6 melhores equipes. O paredão de escalada colocado ao lado do palco estava explicado. Seria ali a fase derradeira da competição. As 18h30 estavam definidas as três melhores equipes. Uma de Parelheiros, uma de Santo Amaro e uma da Cidade Tiradentes.

Faltando quinze minutos para as 19h a Equipe Garra, da subprefeitura de Santo Amaro, pôde, enfim, comemorar. Edvonaldo da Silva, Flávia Spínola, Osman Adel el Nasmaar, Alisson Ângelo de Paula e Dailson Lima foram premiados com 5 mini-cruzeiros, 5 pares de tênis Nike, 5 kits Agaxtur e 10 ingressos para conferir jogos no Estádio do Pacaembu.

Os demais concorrentes ficaram com bicicletas Caloi, ingressos para o Playcenter e entradas para jogos no Pacaembu e Morumbi. Flávia resumiu como foi o dia: “Fomos 1º lugar na subprefeitura de Santo Amaro. Chegamos aqui no Anhangabaú e estivemos sempre entre os três primeiros lugares nas provas. Mandamos bem na prova surpresa e conseguimos ser campeões”. É a segunda vez que uma equipe de Santo Amaro vence a Gincana, em duas edições.

O encerramento contou com sorteio de diversos prêmios para os participantes e shows agitados com Locomotrom, Granada e as meninas do Lipstick. Celso Goldenberg, da comissão organizadora, comentou sobre o evento. “A Gincana foi um sucesso, pois trouxemos praticamente 100 equipes para o Vale. Não tivemos muitos problemas durante a realização das provas e, os que surgiram, foram resolvidos rapidamente. Foram 4 mil inscritos em 800 equipes, estão todos de parabéns”, finalizou.

As equipes de Ermelino Matarazzo que participaram foram:

Equipe: ERMELINENSE – Nº 351
-> Equipe: Délio Maluco – Nº 352
-> Equipe: ISEE DANÚBIO – Nº 353
-> Equipe: ROCKERS- Nº 354
-> Equipe: VICKINS – Nº 355
-> Equipe: 5 ESTRELAS – Nº 356
-> Equipe: melim – Nº 357
Comentários

VEJA TAMBÉM