Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

 

12/02/2013
 
Enquanto o distrito de Ermelino Matarazzo não tem nenhuma tradição carnavalesca, o filho do Comendador Matarazzo gostava muito de carnaval. E nesta época o Clube dos Cafajestes reunia um punhado de rapazes bem-nascidos de Copacabana, pois Ipanema não existia: Baby Pignatari, Carlos Niemeyer, Carlos Peixoto, Cassio França, Ermelino Matarazzo, Fernando Aguinaga, Mário Saladini, Mariozinho de Oliveira.
 

Eles promoviam, no Clube dos Marimbás (vide foto), no Posto 6, em Copacabana, os bailes do Popeye e o Mamãe Eles São de Família. Que faziam maridos prevaricadores correrem para as redações de O Cruzeiro e Manchete em busca de fotos comprometedoras. 
 
Os bailes  ainda existem no Rio de Janeiro , mas não bombam mais nem são bacanas. Os infantis permanecem nos clubes. Mas os chamados de “gente grande” sumiram. Quem não tem saudades do Baile do Municipal, do Baile do Copacabana Palace (o de hoje não chega aos pés dos que ferviam aos sábados no hotel da família Guinle), o do Quitandinha, em Petrópolis, do High Life, na Glória, o Baile dos Artistas, no Hotel Glória, o Baile do Havaí, no Iate Clube. E mais recentemente, o do Pão de Açúcar, que acabou quando o trepidante Guilherme Araújo morreu.
Fonte: Vermelho.org
Comentários

VEJA TAMBÉM