09/06/2014

A Prefeitura de São Paulo deixou praticamente para a última hora o aviso de que Ermelino Matarazzo mais uma vez não terá um grande evento. Após a Polícia Militar não permitir a realização da Festa do Trabalhador ano passado alegando falta de segurança, rumores indicam que a a exibição dos Jogos da Copa em telões de alta resolução e apresentação de artistas locais na Praça Benedicto Ramos também teriam sido suspensas pelo mesmo motivo além do fato do local ser próximo de um córrego e inviabilidade financeira motivado pela falta de maiores patrocinadores.

Com a decisão resta saber como ficarão as benfeitorias que seriam feitas no Parque Linear como contrapartida pela cessão do espaço aos Organizadores como na praça Benedicto Ramos Rodrigues (Ermelino Matarazzo): instalação de equipamentos para ginástica, criação de uma ciclovia, manutenção da pista de skate, pintura das quadras, limpeza e jardinagem de toda a área verde do local, e construção da mureta protetora ao longo do córrego

Fernando Haddad anunciou hoje que o evento foi transferido para São Miguel Paulista no Parque Jacuí. Lá estão previsto a presença de aproximadamente 5000 pessoase incluirá shows musicais, atividades esportivas, culturais e de entretenimento. Ao todo serão 25 dias de festa, de 12 de junho a 13 de julho, todas financiadas por parcerias com patrocinadores privados.

Quanto a alegação de falta de segurança em Ermelino Matarazzo, em contrapartida os eventos relacionados à Copa do Mundo serão monitorados pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional, que reúne na região da Luz 60 órgãos públicos federais, estaduais e municipais das áreas de transportes, trânsito, segurança, saúde e defesa civil. A central funciona 24 horas e tem acesso às imagens de 500 câmeras espalhadas pela cidade.

A operação especial de segurança acontece de 10 de junho a 18 de julho e conta com um comando de policiamento com 4.625 policiais militares, que estarão concentrados em 40 pontos de interesse, como exibições públicas, centros de treinamento e rotas de deslocamento. A Guarda Civil Metropolitana também apoiará o policiamento no entorno dos estádios e das exibições públicas.

O atendimento de saúde também tem um plano especial no período para situações de risco e resposta a emergências. As ações são coordenadas pelo Centro Integrado de Operações Conjuntas em Saúde. Nos dias de jogos, a Prefeitura e o governo estadual serão responsáveis pelo atendimento no entorno do estádio, por meio de profissionais de saúde, ambulâncias e motolâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A operação também será realizada na Fan Fest, nas exibições públicas e no Centro Aberto de Mídia.

Comentários

VEJA TAMBÉM