09/02/2015

No dia em que a cidade de São Paulo registrou o dia mais chuvoso do ano, de acordo com dados do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura e Ermelino ficou entre as mais atingidas com 51,1 mm de precipitação,uma Escola Estadual de Ermelino Matarazzo pelo 10º ano ficou inundada.

Justo a Escola Estadual Jornalista Francisco Mesquita no Jardim Verônia, onde nasceu o movimento “Os Mesquiteiros” conhecido mundialmente, alunos tiveram que abandonar as aulas pois salas e pátio foram tomadas pela água.

Com telhados esburacados e enchente na rua, corredores e salas de aula da escola foram inundados durante chuvas fortes

“A Cantareira é aqui”, ironizam alunos da Escola Estadual Jornalista Francisco Mesquisa, na zona leste da capital, enquanto a unidade era inundada pelas águas da chuva da última sexta-feira (6).

Com buracos no telhado dos corredores e do pátio, estudantes e professores tiveram de parar suas atividades quando começou a chover dentro da unidade da Vila Císper. A situação ficou ainda pior quando a água de uma enchente na rua da escola passou a escorrer pela escada para dentro da instituição.

As imagens da inundação foram feitas por alunos e postadas nas redes sociais.

Em rede Social foi dito “Além do prejuízo as aulas dos alunos, materiais e estrutura da escola, a segurança de estudantes e professores está em jogo. Esperamos ação imediata do Governador Geraldo Alckmin na solução deste problema, que há mais de 10 anos atinge a escola.

Assista o vídeo:

Comentários

VEJA TAMBÉM