Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

04/03/2016

denúncia falta material hospital de ermelino 03032016Pessoas que sofreram acidentes ou agressões e precisam fazer cirurgia para reconstituir ossos do rosto chegam a esperar meses por falta de material em hospitais municipais, mostrou o SPTV.

A reportagem conversou com 20 pessoas que precisam de cirurgia de emergência e estão esperando há meses. Quatro hospitais tratam as fraturas na face: Ermelino Matarazzo, Tatuapé, Campo Limpo e Jabaquara

Em Ermelino Matarazzo, o material  é comprado de fornecedores e são basicamente placas e parafusos de titânio usados em cirurgias para corrigir fraturas no rosto. Algumas pacientes estão aguardando cirurgia há mais de sete meses.

causa fratura face arte rede globoEm dezembro, o Valmir Vanderley caiu de bicicleta e quebrou um osso do rosto. Ele foi encaminhado para Ermelino Matarazzo. Lá fez tomografia e raio-x. Quando chegou a hora de marcar a cirurgia, ouviu do hospital que não tinha material.

“Segundo o próprio médico, ele falou assim que eu preciso fazer essa cirurgia logo porque o osso calcifica, quando calcifica eu teria que estar passando para cirurgia geral, ele teriam que fraturar novamente pra poder fazer a cirurgia”, disse Valmir.

Um médico que preferiu não se identificar disse que na maioria dos casos os pacientes terão sequela, já que a cirurgia deve ser feita até quinze dias depois do trauma. “Você ter estudado, se preparado, pra dar auxílio a população e a administração que é obrigada a fornecer os materiais pra que você cumpra o teu dever da melhor forma possível. E você fica meio de mãos atadas. É frustrante”.

A Secretaria de Saúde da capital disse que a autarquia hospitalar municipal está em fase final do processo de licitação para aquisição dos materiais necessários para as cirurgias. Esse processo começou no ano passado, mas como várias empresas recorreram, em setembro houve uma revisão de compra. Enquanto isso, disse que encaminha os pacientes, de acordo com perfil e vagas ofertadas, para outros serviços de saúde.

Fonte: G1/imagem reprodução SPTV

Comentários

VEJA TAMBÉM