Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

 

27/03/2013
 

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, participaram nesta quarta-feira (27), às 10h, da cerimônia de formatura de 355 alunos que concluíram este ano os cursos de capacitação profissional do programa Via Rápida Emprego.
 
De acordo com o Quadrelli, os novos profissionais estarão aptos para disputarem diversas vagas no mercado de trabalho. “Os cursos são intensivos, rápidos e focados nas demandas regionais, o que possibilita um atendimento apropriado a quem mais precisa”, completa.
 

A entrega dos certificados foi realizada na Paróquia São Francisco de Assis, no bairro de Ermelino Matarazzo, na zona leste da Capital, e reuniu formandos de sete cursos: Ajudante de Cozinha (11 alunos); Assistente Administrativo (107 alunos); Confeitaria básica (17 alunos); Corte e Costura, executado na Unidade Móvel de Vestuário (45 alunos); Eletricista Instalador Residencial (49 alunos); Maquiagem (71 alunos) e Recepção e Atendimento em Hotelaria (55 alunos).
 
A cerimônia contou também com a presença da diretora superintendente do Centro Paula Souza, professora Laura Laganá. A instituição, vinculada à SDECT, foi responsável pela execução das capacitações. As aulas foram ministradas entre os meses de janeiro e março, nas dependências da Paróquia São Francisco e das Etecs Parque Belém e Zona Leste.
 
Sobre o programa
Lançado em julho de 2011, o Via Rápida Emprego é uma ação do Governo do Estado de São Paulo, coordenada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), que oferece capacitação profissional gratuita para os cidadãos que buscam ingressar no mercado de trabalho ou abrir o próprio negócio.
 
Os participantes recebem material didático, alimentação e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, também têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o período do curso.
 
Em pouco mais de um ano e meio, o programa já atendeu mais de 80 mil pessoas, em 491 municípios, e ofereceu mais de 150 opções de estudos em diversas áreas. Na capital paulista, foram realizadas, neste mesmo período, 11.550 capacitações.
 
Além do Centro Paula Souza, os cursos do Via Rápida também são executados por outras instituições contratadas como, por exemplo, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), a Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape) e a Associação de Deficientes Visuais e Amigos (Adeva).
 
Para atender às necessidades imediatas de formação de mão de obra, o Via Rápida Emprego conta ainda com o apoio de unidades móveis (carretas), equipadas com salas de aula e laboratórios, que permitem levar qualificação profissional a diversos municípios. Elas possuem área interna de aproximadamente 60 m² e são equipadas com instrumentos necessários para cada tipo de curso. Cada unidade atende até 20 alunos por turma. As aulas têm duração de 80 a 100 horas e são realizadas de segunda a sexta, em três períodos.
 
Inscrições
O programa está em fase de contratação de novas vagas para 2013. Quem já possui cadastro deve manter os dados atualizados para uma possível convocação. Aqueles que ainda não se cadastraram e têm interesse em participar dos próximos cursos, devem realizar a inscrição no site www.viarapida.sp.gov.br.
 
Para participar é preciso ter idade mínima de 16 anos, ser alfabetizado e residir no Estado de São Paulo. Os documentos necessários são RG e CPF. O nível de escolaridade e idade exigidos variam entre as modalidades de cursos.
 
A seleção é feita pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que considera critérios de idade, escolaridade e renda familiar dos inscritos. Quem está desempregado ou é arrimo de família, tem prioridade. Os candidatos selecionados são informados por correspondência oficial.
 
Comentários

VEJA TAMBÉM