25/06/2010

No fim de semana de 25 a 27 de junho, acontecerá a Festa Junina do Galpão de Cultura e Cidadania, do Jardim Lapenna, distrito de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo (SP). A partir das 17 horas, o público poderá conferir uma programação bem diversificada, que inclui a típica quadrilha e manifestações tradicionais dos festejos do interior do Brasil, como congadas, maracatus e catira. O objetivo é apresentar a riqueza da cultura popular brasileira.

Nesta edição, pela primeira vez, os detalhes da festa estão sendo preparados por uma comissão, composta por moradores e participantes da Sociedade Amigos do Jardim Lapenna e da Fundação Tide Setubal. “O resultado virá de um processo de construção coletiva. Estamos aqui para fazer com a comunidade”, conta Tião Soares, coordenador de Cultura da Fundação, que co-administra o Galpão com a Sociedade Amigos do Jardim Lapenna.

Não faltarão a fogueira, nem o pau-de-sebo, com recompensa para quem alcançar o cume. A comissão também organizará a disposição das barracas de comidas típicas dentro do Galpão. Em duas delas — ligadas ao Programa Ação Família São Miguel —, mulheres que participaram de um curso de culinária caipira na Oficina Escola de Culinária vão comercializar pratos especiais.

A programação artística ficou por conta da Fundação Tide Setubal. Nesta edição, serão valorizadas expressões tradicionais da cultura brasileira. Dentre as apresentações, destacam-se:

  • Grupo de Catira de Suzano
  • Maracatu de Baque Virado Porto de Luanda
  • Banda Vigna Vulgaris
  • Congada de Santa Ifigênia
  • Congada e Marujada Nossa Senhora do Rosário
  • Contadores de Mentira

O público também terá oportunidade de dançar ao som do forró pé de serra do Trio Rastapé Flor de Muçambê; do maracatu da Banda Vigna Vulgaris; e da percussão do Samba de Roda de Pirapora. Na programação, há espaço garantido para os artistas locais: Sacha, Raberuan e Zulu de Arrebatá mostrarão suas composições. Eles participaram, na década de 1970, do Movimento Popular de Arte (MPA), que congregava artistas e agitadores culturais em São Miguel Paulista.

PROGRAMAÇÃO DA FESTA JUNINA NO GALPÂO DE CULTURA E CIDADANIA

  • Sexta-feira, 25/06

17h – Trio Rastapé Flor de Muçambê

Liderado por Gil Sanfoneiro, o trio conta com triângulo e zabumba para apresentar clássicos do forró pé de serra nordestino.

18h – Percussão Brasileira

Formado por 20 jovens do Projeto ArteCulturAção, apresentará ritmos populares brasileiros como o coco, a ciranda e o samba de roda.

19h – Grupo de Catira de Suzano

Os integrantes mostram a catira e o cateretê, danças de sapateado derivadas do antigo fandango português. Assim, mantém viva a tradição, ao som da viola caipira e das botas batendo no chão.

20h – Maracatu de Baque Virado Porto de Luanda

O grupo da zona leste faz instrumentos musicais, realiza pesquisas e promove o intercâmbio cultural em escolas, para divulgar e valorizar esta manifestação cultural afro-pernambucana, nascida nos terreiros de candomblé com a dramatização da coroação dos reis negros.

21h – Banda Vigna Vulgaris

A banda iniciou sua trajetória no ano de 2003, na Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza, e tem como proposta difundir o maracatu.

  • Sábado, 26/06

17h – Trio Rastapé Flor de Muçambê

18h – Quadrilha junina e casamento caipira

19h – Congada de Santa Ifigênia

Participantes do folguedo fazem cortejos, cantam, tocam e dançam em homenagem ao santo de devoção, com percussão, bailado e rei e rainha negros. Criada nos anos 1970, figura entre os poucos grupos que conseguiram se rearticular no contexto adverso da Grande São Paulo.

20h – Contadores de Mentira

Nascido em 1995 em Suzano (SP), o grupo teatral foca suas pesquisas no corpo, transitando na cultura popular, na performance, nas artes marciais e no estudo de brincantes carnavalescos.

21h – Sasha/Raberuan e Zulu de Arrebatá

Sasha Arcanjo

Um dos fundadores, no fim da década de 1970, do Movimento Popular de Arte (MPA), é cantor, compositor e coordenador da Oficina Cultural Luiz Gonzaga. Apresentará composições próprias e parcerias relacionadas ao universo da cantoria popular.

Raberuan

Um dos fundadores do MPA, é cantor, compositor e produtor cultural da Casa de Cultura de São Miguel Paulista e criador do projeto Quintas Culturais, realizado no Conde Wlad Rock Bar.

Zulu de Arrebatá

É compositor, poeta e cantor, também integrou o MPA. Suas canções retratam o cotidiano com influência do samba ao blues. Lançou o cd “Amor Urbano” com 13 composições autorais e parcerias.

  • Domingo, 27/06

18h – Trio Rastapé Flor de Muçambê

19h – Quadrilha junina e casamento caipira

20h – Congada e Marujada Nossa Senhora do Rosário

Participantes do folguedo fazem cortejos, cantam, tocam e dançam em homenagem ao santo de devoção, com percussão, bailado e rei e rainha negros. Criada nos anos 1970, figura entre os poucos grupos que conseguiram se rearticular no contexto adverso da Grande São Paulo.

21h – Samba de Roda de Pirapora

O grupo mostra o samba de bumbo, também chamado de samba de Pirapora ou samba rural paulista, típico de Pirapora do Bom Jesus (SP), considerada berço do samba de São Paulo.

Festa Junina no Galpão de Cultura e Cidadania

Local: Galpão de Cultura e Cidadania – Rua Serra da Juruoca, s/nº – Jd. Lapenna – São Miguel Paulista

Data: 25, 26 e 27/06/2010 (sexta, sábado e domingo)

Horário: das 17h às 23h

Entrada: aberta e gratuita

Tel.: (11) 2956-0091

Comentários

VEJA TAMBÉM