01/02/2019

Segundo a pesquisa do “Mapa da Desigualdade”, publicada pelo Rede Nossa São Paulo, dos 93 distritos, 60 não possuem museus, 54 não dispõem de cinemas e 53 não têm sequer um centro ou espaço cultural para a comunidade. Essa realidade é incentivo para muitos coletivos que desenvolvem trabalhos com o objetivo de conseguir editais e, consequentemente, condições de realizar suas atividades em locais com pouco acesso à cultura.

Como exemplo destas ações voltadas para populações que não ocupam os centros das grandes capitais, moradores de Ermelino Matarazzo e região poderão cursar gratuitamente as oficinas artísticas oferecidas pelo Periferia Invisível, a partir de fevereiro. Serão ofertadas, ao longo deste ano, três oficinas: violão, produção musical e canto para iniciantes.

Elas fazem parte do projeto “Periferia Invisível – Potências Sonoras”‘, que busca consolidar um espaço de produção e difusão musical na zona leste da cidade, além de possibilitar o contato com a música para artistas independentes e iniciantes. O projeto foi contemplado pelo ProAc “Território das Artes”.

A primeira oficina oferecida será a de violão, que terá duração de 3 meses, iniciando em 20 de fevereiro. Para se inscrever, os interessados devem preencher o formulário online disponível abaixo.

A oficina será realizada às quartas-feiras, das 15h às 17h, ministrada pelo músico e compositor “Guina Theodoro” e a idade mínima para participar é de 12 anos.

Dúvidas e informações?

E-mail: atendimento@periferiainvisivel.com.br  ou pelo WhatsApp (11) 97204-1464 

Fonte: Terra/imagem: rede social

Comentários

VEJA TAMBÉM