22/01/2013

Em um bairro simples da Zona Leste de São Paulo, o ator mirim Jean Paulo Campos, 9, que interpreta o personagem Cirilo da novela "Carrossel" do SBT, recebeu o UOLno pequeno salão de cabeleireiros de sua mãe Nilza e seu pai Claudio Campos.

Às 9h da última quarta-feira (16), com cara de sono e já decorando o texto para a trama, o garoto contou que as maiores conquistas de sua família, em quase um ano de trabalho na TV, foi um carro e um quarto novo montado pelo apresentador Celso Portiolli através do programa "Domingo Legal".

 

"Uma coisa que eu queria muito e conquistei foi um carro. A gente não tinha carro. Eu ia para a escola de ônibus. Agora a gente vai de carro, é bem mais legal", disse Jean com os olhos brilhando avistando um Peugeot 206 prata, modelo 2004, que estava estacionado em frente ao salão. Com a mesma empolgação, seu pai, Claudio, acrescentou: "A maior conquista foi o carro. O próximo passo é uma casa".
 
Filho único, que nasceu depois de inúmeros tratamentos para engravidar realizados por sua mãe, Jean mora de aluguel em uma casa no mesmo bairro do salão, tem inúmeros fãs no local e não quer sair de lá "nunca". "Eu queria ficar na minha casa porque tem o meu quarto. O Celso Portiolli ao meu quarto e reformou tudo. Eles me deram tudo e por isso que eu não quero sair de lá. Eu falei para o meu pai que queria que ele comprasse a casa que nós moramos".
 
Visando mais segurança para a família, Claudio quer outra casa e já contratou dois seguranças para fazer a escolta de Jean. Segundo o pai, o garoto não consegue sair à porta do colégio particular onde já estudava antes da novela, localizado na Penha, porque inúmeros fãs ficam o esperando diariamente. Já em locais públicos, o mesmo acontece, mas talvez em "escala ainda maior". "O fato de ficar mais conhecido nos deixou abismados. Aqui no bairro, já estamos há 15 anos, e as pessoas já estão mais acostumadas. Mas de fora é muito intenso", disse. E Jean acrescentou: "Às vezes, eu quero ir à banca de jornal comprar alguma coisa e a minha mãe diz que o carro do SBT já chegou, e que eu não posso ir para não aglomerar os fãs na porta do colégio".
 
Toda esta euforia acontece devido ao alto índice de audiência que "Carrossel" conquistou. Na última semana de novembro, por exemplo, a média no Ibope foi de 15 pontos. Cada ponto equivale a 60 mil domicílios da Grande São Paulo. O número foi maior do que as novelas da Globo "Malhação" e "Da Cor do Pecado" com 13 e 12 pontos respectivamente.  Ainda no mesmo mês, a novela infantil alcançou a vice-liderança de audiência na TV com 12 pontos no Ibope, contra cinco do reality show "Fazenda de Verão", da Record
."A diretora de elenco do SBT falou que a gente tinha passado para fazer a novela ‘Carrossel’. Nossa, eu fiquei paralisado. Todo mundo comemorou. Depois, de noite, minha mãe foi para a Igreja, a gente chegou lá e, no final da missa, eu falei: ‘Mamãe, eu não passei no teste’. Isso foi só para enganá-la. Logo, eu já falei: ‘Mamãe, eu passei’", relembra Jean.

 

A mãe Nilza disse não ter acreditado logo de cara que o filho estaria na TV. Os testes realizados em meados de 2011 para a novela infantil aconteceram depois de inúmeras tentativas da família de inserir Jean no mundo artístico. "Na hora, a ficha não tinha caído, só uma semana depois quando eu vi no UOL a foto dele. Mesmo no dia, eu não dormi e fiquei pensando: ‘Será que ele está mentindo?’. Acho que foi porque eu já sabia que seria uma grande mudança em nossas vidas", contou Nilza, que teve que largar o seu segundo emprego como cuidadora de idosos para auxiliar o filho na carreira.
Jean conta que, inicialmente, era tudo mais difícil porque eles tinham que ir de ônibus para o SBT, mas depois a emissora começou a buscá-lo na porta da escola. Segundo ele, sua rotina começa às 7h ao chegar no colégio, às 12h sai e já segue para o SBT, de lá só sai às 20h quando as gravações terminam. 
 
Com todos esses afazeres, Jean ainda arranja tempo para fazer parte do grupo "Liminha e seus convidados", que se apresenta por todo o Brasil aos finais de semana. Segundo Claudio, o assistente de palco conseguiu os direitos para divulgar as crianças de "Carrossel". Ele leva os atores mirins sem o uniforme da Escola Mundial, de modo que não associem a imagem delas diretamente à novela.
 
"O Liminha comprou os direitos e chamou as crianças, a maioria que canta e alguns atores adultos também. Nem todas as crianças estão dentro do grupo porque alguns já têm outros eventos ou não caiu na graça dele. O cachê de cada apresentação fica uma parte para o Jean, por exemplo, e outra para o assistente de palco. Estamos sempre acompanhando ele em todas as apresentações. Viajamos o Brasil inteiro", disse.
 
Fonte: Uol/imagem: reprodução
.
Comentários