19/05/2011

O jornal Agora São Paulo publicou na edição de hoje uma reportagem denunciando a Unidade mais acionada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o hospital municipal Ermelino Matarazzo . Segundo o que foi apurado pelos repórteres,  precisa de médicos, e os pacientes são obrigados a esperar até três horas por um atendimento. As maiores deficiências são de profissionais ortopedistas e ginecologistas.

Dados fornecidos à imprensa mostram que em 2010, o hospital recebeu 8.612 pacientes socorridos pelo Samu. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, são realizadas 13 mil consultas por mês só no pronto-socorro da unidade.

“Apesar da alta procura, não há médicos suficientes para atender todos os casos. O resultado é a demora no atendimento, pacientes em macas nos corredores e constantes transferências para outros hospitais da região.” escreveu os repórteres Marcelle Souza e Fabiana Cambricoli.

Fonte: Agora S. Paulo

Comentários

VEJA TAMBÉM