Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

04/09/2010


Policiais militares da 3a companhia do 2º batalhão foram informados pelo Copom que uma pessoa havia sido baleada em frente a um estabelecimento comercial na zona leste (Habib’s da Avenida São Miguel) e que o autor do disparo teria fugido em um Peugeot azul, no sentido centro.

Durante buscas, os policiais identificaram o carro do suspeito no sentido contrário da Rua Bastos, perto do local do crime. Eles iniciaram uma perseguição e alcançaram Reis, que estava com dois amigos.

Ele exalava “forte odor etílico” e se recusou a realizar o teste do bafômetro, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Os policiais fizeram uma vistoria no carro e encontraram uma pistola 380 com 10 cartuchos. Reis apresentou sua carteira de policial, mas não a de porte da arma que carregava. Disse que pegou a arma do irmão sem que ele percebesse.

Em um primeiro momento, Eduardo Reis negou a autoria dos disparos. Em seguida, alegou que a vitima bateu no vidro da lanchonete e anunciou o assalto e só por isso teria atirado. Os amigos de Reis não confirmaram essa versão.

Uma testemunha foi até uma base da PM que fica atras do 24º DP e disse que estava na lanchonete que fica praticamente vizinha à DP junto com a vítima. Segundo a testemunha, após um desentendimento entre Eduardo e Felipe, ele e a vítima saíram correndo. Os dois se dispersaram e a testemunha voltou à lanchonete, quando viu o amigo caído. Felipe chegou a ser socorrido pela PM, mas não resistiu e morreu no Hospital Ermelino Matarazzo.

Assista abaixo a reportagem feita pela Rede Record de Televisão:

Fonte: R7 e Estadão

Comentários

VEJA TAMBÉM