17/05/2011

Nesta terça-feira (17/5), primeiro dia da Operação Baixas Temperaturas deste ano, o prefeito Gilberto Kassab inaugurou dois equipamentos voltados para o atendimento de pessoas em situação de rua. Juntos o Centro de Acolhimento Emergencial Alcântara Machado, no Brás, e o Centro de Acolhida para Adultos Castro Lopes, em Ermelino Matarazzo, oferecem 215 vagas. Com estas unidades e mais as 700 vagas temporárias criadas por conta do inverno, a Capital disponibilizará 10 mil leitos para a população de rua durante a estação mais fria do ano.

“Hoje estamos iniciando o Baixas Temperaturas que visa a atender com mais eficiência e um número maior de pessoas por conta do frio. Este equipamento vai ajudar nesse atendimento e é mais um equipamento para a nossa rede socioassistencial que tem sido renovada e ampliada para que possamos atender mais e melhor. Felizmente estamos atingido esse objetivo”, disse Kassab.
Até o próximo dia 31 de outubro, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMADS) mantém a Operação Baixas Temperaturas que visa a proteger e abrigar os moradores em situação de rua durante o período de inverno na cidade. “A Operação Baixas Temperaturas já nasce com duas casas novas e consiste no reforço do atendimento de rua e no aumento de 20% e 15%, dentro da possibilidade, do número de vagas em alguns albergues.

Centro de Acolhida

À tarde, o prefeito Gilberto Kassab esteve em Ermelino Matarazzo para a cerimônia de abertura do Centro de Acolhida para Adultos Castro Lopes, que abrigará até 135 adultos do sexo masculino. Com atendimento ininterrupto, o local disponibiliza banho, alimentação (almoço, jantar e café da manhã), além do serviço de bagageiro, onde é possível guardar pertences pessoais.

“Este centro é vizinho de um grande hospital, que recebe pessoas de outras regiões de São Paulo e até de outras cidades. Por falta de dinheiro os acompanhantes dos pacientes acabavam tendo que dormir na rua. Este equipamento atende a esta demanda específica da região”, afirmou Alda Marco Antonio.

Instalado em um terreno de 430 metros quadrados, o equipamento oferece ainda espaço de convivência para atividades de lazer e culturais. Os acolhidos são atendidos por uma equipe multidisciplinar composta por educadores, assistentes sociais e psicólogos. O objetivo é orientá-los e encaminhá-los para os serviços da rede sócio-assistencial como, por exemplo, inclusão em programas de transferência de renda, capacitação para o mercado de trabalho, retorno à cidade de origem, obtenção de documentos, entre outros benefícios.

O centro de acolhida inaugurado está localizado na Rua Professor Antônio Castro Lopes, 1265 – Ermelino Matarazzo.

Centro de Referência de Assistência Social

O último equipamento entregue foi o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Ermelino Matarazzo, 21º unidade própria na cidade, adequada e integrada ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O equipamento centraliza serviços e benefícios diversos, oferecendo orientação e encaminhamento à rede de assistência municipal e estadual. O centro realiza cadastro nos programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, a inclusão de famílias na rede sócio-assistencial conveniada, a concessão de benefícios eventuais e a emissão de carteira do idoso para transporte interestadual.

“O atendimento de assistência social em equipamento específicos melhora a performance dos funcionários e auto-estima das pessoas que vem aqui precisando de um apoio do Poder Público”, disse o prefeito.

Outra opção é a orientação e encaminhamento para inclusão de pessoas com deficiência e idosos no Beneficio da Prestação Continuada (BPC), que assegura um salário mínimo mensal para aqueles cuja renda mensal bruta familiar per capita seja inferior a um quarto do salário mínimo vigente.

Com 454 metros quadrados de área construída, o CRAS possui sala de espera com televisão, duas salas para atendimento individual e uma para reunião com grupos e famílias, além de área lúdica para as crianças. A estrutura conta com oito banheiros, sendo dois adaptados para deficientes, fraldário e estacionamento com uma vaga para deficientes e outra para idosos.

O atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar composta por assistentes sociais e psicólogos, entre outros profissionais. O CRAS Ermelino Matarazzo fica na Av. Paranaguá, 1492 – Ermelino Matarazzo, e o horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Comentários

VEJA TAMBÉM