Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

12/05/2017

denuncia rede globo hospital ermelino maio 2017A Promotoria investiga se a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina) demitiu dois médicos da AMA Ermelino Matarazzo (zona leste) porque eles fizeram um boletim de ocorrência alertando para a falta de estrutura na unidade.

Os médicos afirmaram que, no dia 8 de janeiro, foram obrigados pelo responsável técnico da AMA a atender pacientes de alta complexidade, o que seria responsabilidade do pronto-socorro do Hospital de Ermelino Matarazzo –mas o PS não tinha profissionais em número suficiente e estava encaminhando pacientes em estado grave para a AMA.

Os médicos se recusaram a atender pacientes por falta de estrutura e decidiram fazer um boletim de ocorrência para preservação de direitos.

Resposta

A SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina) diz que os dois médicos desligados tiveram seus contratos rescindidos sem justa causa e não serão readmitidos –ela não informou, porém, o motivo das demissões.

A associação afirma que, no plantão citado, as equipes estavam completas e que, pelas fichas de atendimento, os três profissionais realizaram juntos um total de 162 atendimentos nas 12 horas.

“Nenhum desses atendimentos pode ser considerado de alta complexidade”, diz, em nota.

A Secretaria Municipal da Saúde, sob gestão João Doria (PSDB), disse que, no dia 8 de janeiro, devido à falta pontual de médicos clínicos no PS do Hospital Ermelino Matarazzo, os profissionais que estavam de plantão na AMA foram informados que atenderiam a demanda do PS com o nível de complexidade e capacidade de atendimento da AMA.

Segundo a pasta, médicos protestaram contra a possibilidade de atender casos de alta complexidade, que foram encaminhados a outros serviços da região.

Segundo a pasta, o hospital passa por mudanças para melhorar a assistência e a qualidade do atendimento.

Fonte: Agora/imagem de arquivo

Comentários

VEJA TAMBÉM