17/02/2019

Com informações do Estadão, moradores da Rua Humberto Dantas, na Vila Constância, na zona leste da capital paulista, voltaram a reclamar do excesso de mato, entulho e agora também de fezes humanas em escadaria de rua sem saída. Além do risco de doenças, o cheiro também está insuportável para quem mora na região.

“A situação está lastimável. Além de matagal, agora também tem fezes humanas bem onde temos que passar na escada. Os funcionários da prefeitura fazem a limpeza de lixo, dizem que não tem autorização para limpar a escadaria e pedem para a gente ligar para o 156”, destacou a moradora Marilda Alcides.

 A Subprefeitura Ermelino Matarazzo informa que realizará, nos próximos dias, a limpeza no local mencionado. Os serviços de limpeza e zeladoria, na Rua Humberto Dantas, são executados uma vez por semana, no período matutino.

A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb) informa que em 2018, na região de Ermelino Matarazzo, foram recolhidos 3.856 mil toneladas de resíduos de varrição e entulho, uma média de 462 toneladas por mês.

“A rua está com muito mato alto, muito lixo e entulho. Tem também um terreno que está abandonado e com mato alto. Providências devem ser tomadas”, pediu o morador José Antunes.

No fim de 2017, moradores da Rua Humberto Dantas reclamaram do excesso de mato e entulho na via. No fim da rua, que é sem saída, existe uma escada que dá acesso à Avenida São Miguel. Embaixo dela, o mato também tomava conta do canteiro, assim como o excesso de lixo.

Comentários