24/07/2017

Pitbull da família ataca e mata menina de 1 ano na Zona Leste de SP Criança estava em casa com a mãe e a irmã quando animal a atacou. Caso ocorrido no domingo (23) foi registrado como homicídio culposo, sem intenção de matar.
Pitbull da família ataca e mata menina de 1 ano na Zona Leste de SP
Criança estava em casa com a mãe e a irmã quando animal a atacou. Caso ocorrido no domingo (23) foi registrado como homicídio culposo, sem intenção de matar.

Uma criança de 1 ano e 3 meses morreu após ser atacada pelo cão da raça pitbull da família, no último domingo, em Vila Jacuí, Zona Leste de São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência, Pietra estava brincando na lavanderia de casa enquanto a mãe estendia a roupa. O cão, que está há três anos com a família, avançou contra a menina. A mãe conseguiu segurar o animal, e a criança foi levada ao Hospital Ermelino Matarazzo, mas não resistiu aos ferimentos. Os pais responderão por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

A Polícia Militar acionou, na segunda-feira (24), o Centro de Controle de Zoonoses, que não constatou irregularidades na casa.

Segundo o médico-veterinário Alexandre Rossi, há uma estigmatização e falta de conhecimento sobre a raça. “É importante que as pessoas que têm animais maiores e fortes saibam bem sobre o comportamento dos seus cachorros.”

Apesar de ter sido listado como um cão dócil no ano passado pelo estudo do site norte-americano Dognition, há países como Inglaterra e França que baniram a presença do animal em seus territórios. No Rio, é proibido comercializar, importar ou criar pitbulls – a posse só é permitida se o cão for esterilizado.

Rossi evidenciou que “o problema está no tipo de ataque, porque é um cão de força”. “É preciso ter cuidado com qualquer um, pois existem raças que podem ser consideradas dóceis ou não, mas não depende só do animal, é preciso educar e responsabilizar as pessoas”.

Rossi recomenda que as crianças sejam ensinadas a nunca irem em direção ao cachorro, mas chamá-los, para evitar investidas indesejadas /Jennifer Mendonça.

Fonte: DSP/imagem: reprodução

Comentários