07/11/2012
 

 

Ampliação da ação que já era realizada em Paraisópolis teve início na manhã desta quarta e as primeiras horas de ampliação da Operação Saturação da Polícia Militar no bairro de Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo, já rendem resultados positivos
 
"Essa operação reúne vários batalhões de um mesmo comando regional e tem dois princípios básicos. Um é a parte de saturação de policiamento e também os bloqueios", afirmou capitão Miranda.
 
Além das prisões, uma refinaria foi estourada, contendo tijolos de cocaína e crack, e foram apreendidas uma arma calibre 12 e uma pistola 765. O capitão Miranda ainda destacou que as pessoas têm ajudado na operação. "A comunidade tem participado ativamente, percebendo a ação de presença da polícia militar ela tem ligado para o 190", afirmou.
 
A polícia chegou à refinaria com ajuda da população. Os policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) receberam uma denúncia de que um policial era mantido como refém numa casa em uma viela da Favela Mongo Parque. Chegando lá, viram que a informação era falsa, mas descobriram drogas, armas, balança de precisão e outros instrumentos para refino e embalagem de drogas.
 
R.D.V., de 23 anos, W.D.V., 23, R.C.S., 26, e D.H.L., 22, estavam na casa no momento do flagrante. Detidos, todos foram levados para a Central de Flagrantes da 7º Seccional, onde foram indiciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma.  
 
A Operação Saturação não tem prazo para terminar.

Fonte: Governo de S. Paulo
 
Comentários

VEJA TAMBÉM