28/07/2019

Uma dona de casa chegou a ser presa sob a suspeita de ter provocado um acidente de trânsito, por ciúme, que culminou na morte de uma mulher que estava com o seu marido em um caminhão. A batida ocorreu na tarde desta quinta-feira (25), em Ermelino Matarazzo (zona leste)
Segundo a polícia, Eliane Álvares da Silva, 49 anos, teria visto o marido, de 52 anos, no veículo com Adriana Martins de Mello, 34.  A acusada admitiu ter batido propositalmente seu veículo na traseira do caminhão em depoimento. Foi registrado pela polícia que Eliane dirigia um Fiat Punto prata, com o qual começou a perseguir o caminhão, da marca Kia, guiado pelo marido. Na altura do número 994 da rua Figueira da Polinésia, o carro da acusada colidiu na traseira do caminhão, que capotou em uma calçada. A passageira acabou prensada entre a boleia do caminhão e um poste. Ela chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu até ser retirada das ferragens. Em depoimento à polícia, Eliane argumentou que seu marido havia saído de casa, no último dia 20. Ele não estaria atendendo aos seus telefonemas — a acusada afirmou que queria conversar sobre contas e divórcio. Ao avistar o caminhão,  Eliane disse que acelerou, com o intuito de alcançar o marido, provocando a colisão e capotamento.  O advogado dela, Gilberto Barbosa, afirmou que o caso foi um acidente. Eliane vai responder ao processo em liberdade.

Fonte: Agora/foto: divulgação

Comentários