Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

01/06/2011

Quase cem anos depois de sua fundação, o grupo Monteiro Aranha deixou o setor de fabricação de vidros – o ramo industrial que deu origem a um dos mais tradicionais grupo empresariais do Rio de Janeiro.

Nesta segunda-feira, o grupo comunicou a venda de toda a sua participação de 20% do capital votante nas fabricantes de vidros Owens-Illinois do Brasil e Cisper ao grupo Owens-Illinois da América Latina, empresa controlada pelo grupo americano de mesmo nome. O negócio rendeu R$ 224,4 milhões aos herdeiros da família Monteiro Aranha.

Em 1917, os fundadores do grupo, Olavo Egydio de Souza Aranha Junior e Alberto Monteiro de Carvalho e Silva, criaram a Cisper, chamada então de Companhia Industrial São Paulo e Rio, vendendo garrafas de vidro aos fabricantes de cerveja Brahma e Antarctica. Em 1962, a empresa se associou à Owens-Illinois, maior fabricante mundial de embalagens de vidro.

O ativo fazia parte dos grandes investimentos do grupo Monteiro Aranha. O grupo tem a particularidade de investir nos negócios de outras empresas. O grupo possui ainda 20% da fabricante de papel Klabin e 5% da Ultrapar, empresa com atividades na distribuição de combustíveis, GLP, logística e química. Mais recentemente, o grupo voltou a investir no setor imobiliário.

A família Monteiro Aranha foi responsável por trazer a montadora Volkswagen ao Brasil nos anos 1950. Foi sócia da montadora Peugeot, da empresa de bebidas Moët & Chandon e do banco Boavista.

Fonte: Ig

Comentários

VEJA TAMBÉM