18/09/2014

A Prefeitura de São Paulo começou nesta segunda-feira (15) a utilizar radares para fiscalizar os motoristas que invadem ou estacionam nas ciclovias. Foram definidos 43 locais que irão receber a fiscalização eletrônica e uma delas é na Avenida Dr. Assis Ribeiro, em Ermelino Matarazzo.  O processo de instalação dos novos radares deve ser concluído até o fim do mês, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Trafegar em ciclovias configura infração gravíssima e resulta em multa de R$ 574,62, mais sete pontos na carteira. Os novos radares também vão fiscalizar o excesso de velocidade. Na lista da CET há vias onde as ciclovias ficam no canteiro central, e, portanto, a invasão por veículos motorizados é mais rara. Nesses casos, eles irão flagrar quem não respeitar limites de velocidade, que têm sido reduzidos pela prefeitura. Nas vias com máxima de 60 km/h, por exemplo, a diretriz da gestão é reduzir o limite para 50 km/h sempre que for implantada ciclovia, no asfalto ou no canteiro. Segundo a CET, a quantidade de radares para fiscalizar os espaços para ciclistas vai crescer “paulatinamente mediante estudos”. Mesmo antes de decidir instalar os radares, a gestão Haddad já vinha reforçando a fiscalização do desrespeito aos ciclistas, feita pelos agentes da CET. O trabalho passará a ser feito também pela Guarda Civil Metropolitana.

Fonte: Tribuna do Norte 

Comentários

VEJA TAMBÉM