Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

25/05/2012

Moradores de Ermelino Matarazzo reclamam que há mais de um ano a Prefeitura removeu moradias irregulares e deixou entulho no bairro. E pior: uma parte da sujeira foi parar no córrego.

Às margens do córrego Ponte Rasa, existiam 80 casas irregulares. Como havia risco, a Prefeitura removeu as famílias e demoliu as casas, mas deixou boa parte do entulho para trás, segundo os moradores. O detalhe é que isso aconteceu nos primeiros meses de 2011, e o cenário está praticamente o mesmo. A sujeira vai parar no leito do córrego. Quando chove, o rio alaga o entorno.

Defensor Público Bruno Miragaia

A Defensoria Pública acompanha o caso, e diz que pode acionar a Justiça para que a Prefeitura seja obrigada a retirar o entulho e regularizar a área.“Do jeito que está, não tem condições de ficar. É um desrespeito para os moradores do local”, diz Bruno Ricardo Miragaia Souza, defensor público do Estado.

Em nota, a Subprefeitura de Ermelino Matarazzo informou que o entulho é jogado clandestinamente – ao contrário do que afirmam os moradores e a Defensoria Pública. A Prefeitura estima que gaste quase R$ 2 milhões por mês para recolher o entulho descartado irregularmente em toda a capital. São 1.500 toneladas por dia.

Fonte Rede Globo de Televisão; imagem:reprodução

Comentários

VEJA TAMBÉM