Envie esta notícia para seus amigos de Ermelino e Ponte Rasa

30/05/2017

O secretário da Cultura de São Paulo, André Sturm, ameaçou agredir o agente cultural Gustavo Soares, de 25 anos, durante uma reunião realizada na sede da Secretaria Municipal da Cultura, na noite desta segunda-feira (29). O momento de descontrole do secretário foi gravado pelo próprio Gustavo. “Vou quebrar sua cara”, afirmou Sturm ao rapaz por mais de uma vez.

O encontro havia sido agendado para tratar sobre a renovação da parceria entre Prefeitura e um coletivo cultural, do qual Gustavo faz parte, para a administração da Casa de Cultura Ermelino Matarazzo, na Zona Leste da capital. Um acordo, celebrado na gestão de Fernando Haddad (PT), garantia ao equipamento cerca de R$ 16 mil por mês, mas o contrato se encerrou no último mês de abril.

Após a publicação desta reportagem, ao SPTV 1ª edição, Sturm pediu desculpas: “Peço desculpas por ter me exaltado, mas volto a dizer que a nossa vontade é parceirizar com o coletivo que atua em equipamentos culturais subutilizados” 

Em nota, Sturm afirmou: “Durante reunião com agentes culturais de Ermelino Matarazzo me exaltei e usei linguagem inadequada para a posição de Secretário. Por esta atitude peço desculpas ao rapaz e a todos os munícipes”.

“Lamento minha atitude e reforço o compromisso de permanecer aberto ao diálogo com todos os segmentos artísticos e agentes culturais da cidade, como tenho feito desde o primeiro dia da gestão, na construção de políticas e ações que buscam valorizar a cultura em todas as formas de expressão” (leia a íntegra da nota ao final desta reportagem).

 

Áudio mostra a discussão entre o secretário e o integrante de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)Áudio mostra a discussão entre o secretário e o integrante de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)

Áudio mostra a discussão entre o secretário e o integrante de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)

 

O áudio captado pelo agente mostra que a reunião começou amistosa. Sturm dá uma explicação de aproximadamente 10 minutos e logo apresenta sua proposta de renovação. A sugestão do secretário, no entanto, não envolve mais aporte financeiro. A única contrapartida oferecida pela gestão Doria é regularizar a ocupação do prédio, que pertence à Prefeitura. O edifício estava abandonado havia anos e só virou Casa Cultural depois que o coletivo decidiu ocupar o local.

Sturm ressalta a dificuldade de levantar verba para a pasta da Cultura – compara a missão a um “pesadelo” – e até promete “lutar” por uma ajuda financeira no futuro, mas a proposta não agrada aos agentes culturais que o escutam. “Se amarrar ao poder público, prestar contas do que a gente está fazendo, sendo que o próprio poder público não está fazendo muita coisa. Na verdade, não está colocando nem o dinheiro, que é pouco, aí fica complicado”, afirma Gustavo.

 

Diante da negativa, o secretário adota uma estratégia diferente e ameaça acabar com a ocupação. “Se vocês não assinarem, nós vamos tirar vocês de lá. Você não é dono daquele lugar, é público”. A conversa vira, então, quase um bate-boca, mas é o secretário quem volta a se exceder. Ele chama o discurso dos agentes culturais de “babaca” e dispara: “Você é um chato, rapaz”.

Após o insulto, Gustavo diz que Sturm é “desequilibrado” e o secretário de Doria levanta a voz. “Desequilibrado é você. Se falar mais alguma coisa eu vou quebrar a sua cara!”, intimida. “Nossa, você está me ameaçando?”, responde o agente. “Isso mesmo. Vou quebrar a sua cara”, reforça Sturm. Gustavo desafia o secretário a cumprir a ameaça, mas ele recua: “Não vou sujar minha mão”.

A discussão segue por mais alguns instantes até que Sturm se vira para alguém de sua equipe e ordena: “Avisa para fechar o prédio. Lacrar. Acabou a molecagem. Vai arranjar outro lugar para fazer gracinha”. Gustavo ri, irônico, e Sturm volta a lhe dirigir a palavra: “Você invadiu um lugar e achou que é seu porque invadiu. Você é um invasor e será devidamente expulso. Devidamente expulso. Passar bem”, completou, encerrando a reunião.

 

Secretário teve discussão com coordenador de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)Secretário teve discussão com coordenador de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)

Secretário teve discussão com coordenador de movimento cultural (Foto: TV Globo/Reprodução)

O áudio do encontro foi divulgado na página do Movimento Cultural Ermelino Matarazzo no Facebook. Procurado pelo G1, Gustavo disse que está conversando com advogados e que avalia se vai registrar um boletim de ocorrência contra o secretário Sturm.

O prefeito João Doria (PSDB), em entrevista concedida na manhã desta terça-feira (30), limitou-se a dizer que o assunto era uma “bobagem”.

O Movimento Cultural Ermelino Matarazzo transformou um antigo prédio da Prefeitura Regional de Ermelino em Casa Cultura em setembro de 2016. Desde então, o coletivo desenvolve uma série de atividades culturais no local, como saraus e oficinais de arte.

De acordo com Gustavo, a proposta de Sturm não traria benefícios, mas apenas burocracia ao projeto, já que os responsáveis passariam a ter de entregar relatórios mensais sobre o trabalho desenvolvido e tudo seguiria sendo feito de forma autônoma.

Veja a nota do secretário de Cultura:

“Durante reunião com agentes culturais de Ermelino Matarazzo me exaltei e usei linguagem inadequada para a posição de Secretário. Por esta atitude peço desculpas ao rapaz e a todos os munícipes.

Recebemos ontem representantes do Coletivo de Ermelino Matarazzo para oferecer uma parceria que visava a manutenção do grupo no espaço, com autonomia e segurança. Ao contrário do que imaginávamos, o coletivo não buscava formalizar a parceria. A intenção era apenas obter recursos públicos, sem prestação de contas. Nossa proposta sempre foi a de reconhecer a ação cultural que estava sendo feita, mas com responsabilidade, por se tratar de uma Casa de Cultura.

Lamento minha atitude e reforço o compromisso de permanecer aberto ao diálogo com todos os segmentos artísticos e agentes culturais da cidade, como tenho feito desde o primeiro dia da gestão, na construção de políticas e ações que buscam valorizar a cultura em todas as formas de expressão.

André Sturm, Secretário Municipal de Cultura.”

Fonte: Rede Globo, Programa SPTV, imagem reprodução

Comentários

VEJA TAMBÉM